Científicas Notícias

Risco de Doença Coronariana Aguda (DCA), após radioterapia adjuvante no câncer de mama inicial em 29.662 pacientes. Estudo populacional do  Danish Breast Cancer Group.

O Grupo Dinamarquês de Câncer de Mama publicou, na Revista Verde, estudo abordando o risco de doença coronariana após radioterapia adjuvante em pacientes com estágio inicial de câncer de mama.

Foram avaliadas 29.662 pacientes no período de 1999 a 2016. A análise do estudo separou os tratamentos em mama direita e esquerda, bem como planejamento não delineado com tomografia de demarcação (1999 – 2007) e delineado com tomografia de demarcação (2008 a 2016).

Dois desfechos primários clinicamente relevantes foram definidos: (1) DAC definida como mais de 50% de oclusão em uma artéria coronária obtida a partir de CT-CAG/CAG ou se um procedimento de PCI ou CABG foi realizado e (2) valvulopatia grave (VHD) na qual cirurgia foi considerada e avaliação diagnóstica pré-operatória pela equipe cardiológica se fez necessária.

O estudo concluiu que as pacientes com câncer de mama à esquerda irradiadas antes do delineamento baseado em tomografia apresentaram um risco maior de desenvolver doença arterial coronariana do que as pacientes tratadas com simulação baseada em tomografia.

Uma tendência de risco foi observada já nos primeiros 5 anos após a conclusão da radioterapia e tornou-se estatisticamente significativa naquelas pacientes com mais de 10 anos pós-tratamento. Esses achados não foram sobrepostos no grupo tratado com delineamento baseado em tomografia, embora seja necessário um seguimento de mais longo prazo.

O artigo foi disponibilizado na íntegra e pode ser acessado em:
https://www.thegreenjournal.com/article/S0167-8140(21)00010-4/fulltext

Dra. Débora Weschenfelder
Radio-oncologista
deboraradioterapia@yahoo.com.br
@deboraradioterapia
Hospital Geral de Caxias do Sul
Hospital Mãe de Deus

 

Congresso de Pele

RT 2030

Encontre um Especialista