Gerais Notícias

Lançada a Frente Parlamentar de Combate ao Câncer.

Ruy Carneiro lança Frente Parlamentar de Combate ao Câncer

O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB-PB), lançou nesta quarta-feira (9), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar de Combate ao Câncer que visa fomentar o debate e o acompanhamento da política oficial de prevenção e tratamento do câncer no País. Além de propor o aperfeiçoamento da legislação em especial às políticas de combate ao câncer e a importância da articulação intersetorial, sobretudo junto à política pública de assistência social, influindo no processo das comissões temáticas da Câmara e do Senado Federal.

A solenidade contou com o apoio e a presença de autoridades e artistas, entre eles a atriz da Rede Globo de Televisão, Eliane Giardini; Dr. Luiz Antônio Santini, Diretor-Geral do Instituto Nacional do Câncer (INCA), representando o Ministério da Saúde; Dra. Andréia Karolina, membro do Conselho Nacional de Saúde(CNS); Flávio Luisi, Diretor Clínico do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC); Dr. Roberto Sá Menezes, Presidente da Confederação Nacional de Instituições de Apoio a Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIAAC); Luciana Holtz, Presidente do Instituto Oncoguia; e o Dr. Anderson Silvestrini, Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica;

Segundo o presidente da Frente, Ruy Carneiro, a incidência de câncer no Brasil vem crescendo. Atualmente o câncer representa a segunda maior causa de morte no Brasil. Estima-se que em 2020 o número de novos casos anuais, no mundo, supere os 15 milhões e pelo menos 1/3 dos casos novos de câncer que ocorrem anualmente poderiam ser prevenidos.

O Tribunal de Contas da União produziu um relatório, em 2010, de uma auditória operacional com o objetivo de avaliar a Política Nacional de Atenção Oncológica. Dados apontaram que o tempo médio de espera entre a data do diagnóstico e o início do tratamento de quimioterapia é de 76,3 dias e de radioterapia é de 113,4 dias. Apenas 15,9% dos tratamentos de radioterapia e 35,6% de quimioterapia iniciam-se nos primeiros 30 dias, informa Ruy Carneiro.

O parlamentar destaca que segundo os relatórios os próprios médicos consideram demorados ou excessivamente demorados os tempos de espera para a realização de exames e tratamentos oncológicos. A maioria dos médicos entrevistados afirmou que existem condutas de tratamentos validadas pelas comunidades científica e importantes para o tratamento que não são custeados pelo SUS.

Os deputados membros e apoiadores da Frente Parlamentar de Combate ao Câncer são: Keiko Ota, Júlio Delgado, Flávia Morais, Major Fábio, Luiza Erundina, Bruna Furlan, Osmar Terra, Nilmar Ruiz, Nilson Leitão, Eduardo Azeredo, Duarte Nogueira, Luciana Santos, Margarida Salomão, Iara Bernardi, Diego Andrade, Alexandre Roso, Jorge Silva, Saraiva Felipe e Izalci.

 

Eventos

RT 2030

Encontre um Especialista