Científicas Notícias

Avaliação da Redução de Dose e Campo de Radioterapia para pacientes com CEC de Orofaringe HPV positivos tratados com Radioquimioterapia definitivas.

Muitas estratégias de de-escalonamento de dose para pacientes com CEC de orofaringe HPV positivos, têm focado na desintensificação de dose de Radioterapia para doença grosseira.  Alguns estudos têm demonstrado que a dose de Radioterapia pode ser reduzida na doença grosseira, mas a grande maioria não avalia a redução de dose nas regiões nodais eletivas. Neste estudo retrospectivo, foi avaliada a redução de dose e volume de Radioterapia nas regiões nodais eletivas, para doença subclínica.

276 pacientes HPV positivos com CEC de orofaringe tratados com Radioquimioterapia foram avaliados e receberam 30Gy em 15 frações nas regiões nodais eletivas e de possível doença subclínica, seguidas por um “boost” na região de doença grosseira de mais 40Gy em 20 frações (dose total: 70Gy). Os linfonodos retro faríngeos altos e níveis IB e V bilaterais foram omitidos para os pacientes com pescoço clinicamente negativo.

Com um follow-up mediano de 26 meses, apenas um paciente apresentou falha loco regional em região nodal eletiva. O controle loco regional em 24 meses foi de 97,0%, sobrevida livre de progressão de 88% e sobrevida livre de metástases e sobrevida global de 95,2% e 95,1%, respectivamente, mostrando que a estratégia de de-escalonamento de dose para regiões nodais eletivas em pacientes com CEC de orofaringe HPV positivos pode apresentar resultados favoráveis. Estudos prospectivos e com seguimento de longo prazo ainda são necessários para afirmar a segurança desta estratégia.

 

Dra. Izabela Lourenço Silva Fernandes
Radio-Oncologista da Oncoclinicas Uberlandia/ MG
@draizabelalourenco

Congresso SBRT

Novo horário de atendimento

ECR

RT 2030

Encontre um Especialista