Restrito Técnicas de Radioterapia

Radioterapia com intensidade modulada (IMRT)

Mesmo com o desenvolvimento da radioterapia conformada, muitas situações clínicas permaneceram com dificuldade de serem tratadas com dose de radiação suficientemente concentrada e segura, principalmente em áreas onde o volume alvo é irregular e próximo a estruturas normais e sensíveis à radiação. A IMRT foi desenvolvida para superar as limitações da radioterapia conformada. Ela é definida como toda técnica que modula a intensidade da radiação de cada campo de tratamento, através de diferentes formatos de subcampos (colocação de alguma forma de filtro na frente do feixe), levando-se em consideração as estruturas anatômicas que esse feixe vai atravessar.

Essa técnica permite uma distribuição de dose altamente conformada como, por exemplo, em formato não convexo, com alta concentração de dose, permitindo altas doses no volume alvo e diminuição importante de dose nos tecidos normais adjacentes.
Para a execução da IMRT, ferramentas modernas são necessárias, tais como, sistemas de planejamento com algoritmo inverso, acelerador com colimadores de múltiplas lâminas (MLC) e controlado por computador, sistema de controle de qualidade, sistemas de gerenciamento da transmissão de dados para os aparelhos de tratamento e acessórios específicos de dosimetria e controle de qualidade. Para tanto, além de tecnologia, profissionais habilitados e com treinamento específico são fundamentais.
A elaboração da IMRT é realizada através do sistema de planejamento inverso, onde inicialmente é colocada a distribuição de dose desejada, através da definição dos parâmetros de restrição de dose por volume de estrutura para a enfermidade e órgãos de risco. Para cada estrutura, é associado um limite que caracteriza a importância desta restrição e, a partir daí, é calculada a fluência necessária para se aproximar da distribuição especificada. Esta fluência é então executada através de diferentes posições dos colimadores de múltiplas lâminas (MLC), que se mexem na frente do feixe de radiação.

O planejamento realizado no computador deve ser verificado através do controle de qualidade. Essa tarefa é realizada pelos profissionais da Física médica diretamente no aparelho de tratamento. Nessa etapa eles comparam o que foi planejado com o que realmente está sendo realizado pelo aparelho.

Para isso, há acessórios específicos que registram a distribuição da radiação liberada pelo aparelho para cada plano realizado. Atualmente, as seguintes situações possuem benefício clínico comprovado com o emprego da IMRT devido a sua melhor distribuição de dose:

. Tumores de cabeça e pescoço exceto os iniciais de corda vocal
. Tumor de próstata, principalmente em próstata volumosa (acima de 50g)
. Tumores torácicos
. Tumores abdominais incluindo sarcomas retroperitoneais
. Tumores pélvicos
. Tumores cranianos
. Tumores oculares e orbitários

Congresso SBRT 2018

Encontre um Especialista