Restrito Técnicas de Radioterapia

Introdução

A evolução técnica da radioterapia vem permitindo a possibilidade de concentração crescente de radiação na área de tratamento e, ao mesmo tempo, diminuição de dose nos tecidos normais adjacentes. Com isso, há um impacto potencial no controle da enfermidade, ao mesmo tempo diminuindo as chances de complicações do tratamento.

Os planejamentos e os tratamentos com radioterapia evoluíram em grande parte pelos avanços contínuos da área de informática, que permitiram o emprego de diferentes métodos de imagens e o desenvolvimento de sistemas de entrega de radiação controlada por computador. Essas ferramentas têm levado ao desenvolvimento de diferentes técnicas de tratamento e de verificação, tais como, radioterapia conformada, radioterapia esterotática com dose única (radiocirurgia) ou fracionada, radioterapia com intensidade modulada do feixe (IMRT) e radioterapia guiada por imagem (IGRT).

Para a execução de técnicas modernas, é exigido um processo complexo que envolve diferentes profissionais. As principais etapas das técnicas atuais de radioterapia são:

[list style=”check”] [li]Imobilização do paciente[/li] [li]Aquisição de imagens (tomografia, ressonância ou PET/CT)[/li] [li]Definição dos volumes alvos e órgãos normais nas imagens enviadas para o computador[/li] [li]Planejamento da entrega de dose[/li] [li]Cálculo de dose[/li] [li]Controle de qualidade[/li] [li]Verificação de posicionamento do paciente[/li] [li]Tratamento[/li] [/list]

As técnicas de liberação de dose evoluíram da antiga radioterapia convencional para a radioterapia conformada, dessa para a IMRT e, para assegurar o controle de qualidade de todas elas, foram desenvolvidas as técnicas de IGRT.

Congresso SBRT 2018

Encontre um Especialista