Notícias

Consenso Brasileiro de Hipofracionamento no Câncer de Mama é publicado pela SBRT

Foi publicado esta semana na revista da Associação Médica Brasileira – RAMB o Consenso Brasileiro de Hipofracionamento no Câncer de Mama da SBRT. Esta iniciativa reuniu 18 especialistas, além de representantes da Associação Brasileira de Física Médica- ABFM e da Sociedade Brasileira de Mastologia – SBM, em um painel de recomendação e evidência científica sobre o tema em março último.  Na oportunidade ficou estabelecido os critérios de elegibilidade recomendados para o hipofracionamento em mama e as situações controversas, onde os níveis de evidência científica ainda não permitem a recomendação a todos os casos.

As mulheres que descobrem o câncer de mama enfrentam diversos desafios ao longo do seu tratamento. A cada dia devem decidir em conjunto com a equipe médica os melhores caminhos para a cura. Um particular momento é a radioterapia que para muitas mulheres deve ser realizada por seis semanas. Esta forma de terapia, também conhecida como radioterapia convencional, é recomendada para as mulheres que realizaram a cirurgia conservadora de mama, aquela que preserva o tecido mamário podendo ou não implantar uma prótese na área operada. O objetivo fundamental da radioterapia é eliminar quaisquer células cancerígenas remanescentes que não foram removidas durante a cirurgia. No entanto, o esquema de seis semanas pode ser demorado para a mulher, para a família e para a sociedade. Também traz um pequeno risco de complicações tardias, como doenças cardíacas e pulmonares.

Deste modo, no intuito de encurtar o tempo e minimizar os efeitos do tratamento, foram avaliados novos esquemas terapêuticos a fim de reduzir a duração da radioterapia para três ou quatro semanas. Um tratamento mais curto significa maior conveniência e menor risco de efeitos colaterais. No entanto, não são todas as mulheres que podem realizar esta técnica, sendo necessário a avaliação de critérios clínicos para a indicação desta terapia em menor tempo.

Para auxiliar na tomada de decisão clínica, a Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT) organizou esta diretriz de recomendações onde definiu quais são as mulheres com câncer de mama inicial candidatas a receberem radioterapia em intervalo curto de tempo, conhecida como hipofracionada, em vez do ciclo convencional. Uma dose mais alta por dia e o encurtamento do tratamento é seguro, eficaz e não adiciona prejuízo ao tecido mamário ou a pele da mama.

Confira a publicação no botão abaixo e divulguem esta importante iniciativa.

Clique aqui e confira a publicação

Congresso SBRT 2018

Encontre um Especialista